quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Papai noel from hell.


Uma boa musica de natal.


Brandon:Oh Noel

Eu estava esperando por você

Noel:Isso é engraçado, garoto

Porque eu estava vindo por você


Brandon:Oh Noel

Eu tenho matado por diversão

Noel:Bem, a festa acabou, garoto

Porque eu

Porque eu tenho uma bala na minha arma

Brandon:Uma bala na sua o que?


Não atire em mim, Papai Noel

Eu tenho sido um bom garoto

Eu prometo a você

Fiz tudinho que você me pediu

Eu não posso acreditar em tudo que venho sofrendo


Não atire em mim, Papai Noel

Ninguem mais por aqui acredita em mim

Mas as crianças do bairro, elas me provocam

Eu não podia deixa-los escapar tão facilmente


Brandon:Oh NoelTem sido um ano tão difícil

Noel:Num tem como escapar dessa situação

A vida é dura

Mas olhe para mim

Eu me virei bem


Brandon:Hey Noel

Porque nós não conversamos sobre isso?Para resolver esse problema

Noel:Acredite em mim

Não era isso que eu queria

Eu amo todas as crianças, você sabe disso

Que inferno, eu lembro quando você tinha só 10 anos

Brincando lá no deserto

Esperando por um gole da doce chuva de Mojave

Brandon:Na doce chuva de Mojave

O garoto tinha que se virar sozinho


Não atire em mim, Papai Noel

Eu tenho sido um bom garoto

Eu prometo a você

Fiz tudinho que você me pediu

Eu não posso acreditar em tudo que venho sofrendo


Hey Papai Noel

Ninguem mais por aqui acredita em mim

Mas as crianças do bairro, elas me provocam

Eu não podia deixa-los escapar tão facilmente


Eles mereceram

Porque você não consegue ver?

Eu não poderia continuar aceitando aquilo

O sol está se pondo e o Natal está perto

Só olhe pra outro lado e eu desaparecerei para sempre


Woo!


Não atire em mim, Papai Noel

Ninguem mais por aqui acredita em mim

Mas as crianças do bairro, elas me provocam

Eu não podia deixa-los escapar tão facilmenteA

credite em mim

Noel

Noel .
[don't shoot me santa - the killers]


Boas festas, ou não. JUIZO! [Uma homenagem a Sibila.]

sábado, 13 de dezembro de 2008

Um beijo de olhos abertos.



eu nunca quis provar nada
tudo é sempre sobre você
cansei das desculpas de sempre
talvez seja hora de crescer

e se eu for embora
o que você vai fazer?
vai jogar a culpa em quem?
quando tudo der errado
pra onde vai correr?

Isso tudo é uma mentira.
um beijo de olhos abertos
tudo que você sempre fez
tudo que você sempre quis
foi amar a si mesmo
amar a si mesmo.

eu sou apenas mais um
na sua coleção de homens quebrados
você acha tudo engraçado
e eu te acho descartavel

a parte triste
é acabar sozinha
chorando pelos cantos
eu não fui tão idiota afinal.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

"...e quando um anjo for me perguntar do que mais gostei eu vou dizer que foi de você."

sábado, 29 de novembro de 2008

Amigos, festas turcas, bebidas, bobagens e final de ano.


Sem frustrações pessoais dessa vez, é final de ano /o/ [como se coisas realmente fossem mudar no ano seguinte] Ok, 1 ano de blog e tal, tem que ser uma postagem decente não?! Final de ano, viagens e festas esperando, relembrar o inicio do ano com os amigos mais legais do mundo e tudo mais me deixa muito feliz. Esse ano foi bem produtivo, dessa vez não repeti o colégio, conheci quantias de gente nova e legal, teve decepções e vitórias, noites viradas falando bobagem com os amigos, eventos legais pra caralho, 1° medalha da vida [*¬*, tá, pra quem sempre foi loser uma medalha é a coisa mais mágica do mundo xD] loucuras, andar pelo lado de fora de vans em movimento, ser apresentado aos filmes turcos, shows, banhos de chuva e todo um ano afudê, apesar de sempre terem coisas ruins pra atrapalhar \o/ espero que o ano que vem seja mais divertido que esse e que tudo fique mais ou menos como está, que eu continue amigo das mesmas pessoas que conquistei esse ano porque elas são especiais pra caralho [pessoas especiais =B]. Fora esse sentimentalismo todo eu não queria fazer uma postagem falando de dramas pessoais, ou simples indignação com o estado atual do mundo, como sempre, nem questões existenciais de se conhecer ou não, azar! Agora eu quero aproveitar essa falta de conhecimento próprio e dar uma aproveitada na vida pra variar um pouco, poxa 17 anos e poucas historias pra contar, pelo menos agora são poucas, até os 16 era nenhuma história =D And go go, o céu ali fora cheio de nuvens cinzas convida pra um banho de chuva dentro de poucos minutos. Era isso gurizada, nada em especial, só mais uma postagem inutil em um blog impopular, blog impopular/pseudo intelectual/foda favorito XD
Se você se espantou com a quantidade da palavra "ano" nessa postagem, ok. eu também me espantei mas to com preguiça de corrigir.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Espelho D'água


Nascemos originais, morremos cópias
Quem dera eu pudesse ver quem era
Assim de maneira alguma me tornaria outrem

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Anjo de asa única

Queimando por dentro, ira violenta.

Queimando por dentro, ira violenta.

Queimando por dentro, ira violenta.

Queimando por dentro, ira violenta.

Parte horrendo, e vazio.

Parte horrendo, e vazio.

Venha, venha, perdoais.
Não nos deixais encarar a morte.

Venha, venha, perdoais.
Não nos deixais encarar a morte.

Glorioso, nobre.

Venha, venha, perdoais.
Não nos deixais encarar a morte.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Sabem Sempre Demais

Esse ae é um blues meu e do Dollee:

Ela gosta de fumar com seus largos lábios
Ela tem jogos de diversão e beijos de montão
Sempre pelas ruas, tão bem perfeitamente
A noite a deixa tão deprimida
E se você tentar afastá-la
Ela vai te arrastar pelo chão

Sabem sempre demais -4x
Esta é vossa vida real

Ele gosta de beber, um cara durão
Cigarros pra diversão e amores de montão
Sempre trabalhando e esperando a noite
A noite o deixa pronto
E o futuro está perfeitamente morto
em uma garrafa em sua cama

Sabem sempre demais -4x
Esta é vossa vida real

terça-feira, 18 de novembro de 2008

"...não precisa dizer nada, no silêncio do teu olhar eu encontro tudo o que preciso saber."


sexta-feira, 7 de novembro de 2008

It's up.


E lá se vão meus dias
um pouco mais vazios
e é como se nada fizesse sentido

você desapareceu
enquanto eu ainda
guardava um pouco de rancor

mas eu consigo sentir
preciso voar
eu sei que não posso mentir
nada pode parar

leve torpor
dor ou amor
tem diferença?
eu não sei...

eu não me importo
no final é sempre assim
mentindo pra mim mesmo
que eu chego ao fim. yeah!

quero desistir
cansei de sonhar
tudo tão confuso
que eu canso de esperar

sábado, 18 de outubro de 2008

Bobagíces

Bom vamos começar com o festival de bobagens para alegrar um pouco mais o blog!


Frases espertas:


"Eu não sou racista, porque racismo da cadeia e cadeia é coisa de nego."

"Ver a galinha em cima dos ovos esperando o pinto sair, é chocante."

"BB King é o apelido do filho do rei."

"Eu me casei porque acho que felicidade não é tudo na vida. "

"Traíra é o tipo do peixe que não dá para confiar."

"Defender uma grande tese é um tesão ?"

"Mulher gorda é que nem Ferrari... Quando sobe na balança vai de Zero a cem em três segundos."


E para completar, com vocês o bebê mais rápido do velho oeste!


Pretend or not pretend: that is the question!


Finjo de verdade

mas eu sinto

ela deseja o céu

e é mais do que eu posso dar


todo o segundo que se arrasta

mais uma traça no teu livro

ela acredita no azul

e eu acredito em desistir


you could't have everything baby

um pouco de paciencia

durma até passar

mesmo sabendo que é mentira


tudo por um sorriso

todo mundo sabe

eu flutuo no ar

e me afasto do sol


se for pra machucar

de o seu melhor

não é assim tão fácil

pra quem já esta acostumado.

domingo, 12 de outubro de 2008

Estranhezas.


Pleno domingo, eu escutando Hey Jude ou Bidê ou Balde, vendo um filme em preto e branco no maldito domingo maior, o msn trancando como sempre, estranhezas da vida. Me pergunto o porque de ser tão dramático, me importar demasiadamente, ou não fazer questão, escolhas que tenho que fazer meio que me fazem ficar louco, odeio ter que escolher, e eu odeio perguntar o porque das coisas, mesmo assim continuo perguntando, eu não sei porque, mas desejaria saber. Interessante como a vida da gente pode ser estranha, as vezes parece estar dando tudo certo, parece comédia romântica, e as vezes da tudo muito errado e parece um daqueles dramas dos anos 70/80/90 seja lá qual for o ano. Muito massa atropelaram alguém na TV agora, eu não sei porque achei legal, mas foi u.u Malditos filmes em preto e branco. 70% dos meus contatos online no msn estão escutando Nx Zero, porque ninguém além de mim escuta Pavement com frequência? Estranho... Eu não sei bem o que falar, faz parte das minhas conversas comigo mesmo, pensamentos correndo livremente, sem direção, só correndo. Liberdade, ainda que só de poder pensar, porque liberdade total não existe. E o Bruce Willis continua matando no filme, me pergunto por que diabos o filme é em preto e branco, ou será só a tv? Bruce Willis e John Travolta no mesmo filme, só pode dar morte a cada cinco segundos, mais bizarro que filme do Steven Segal. O relógio ta marcando 02:07 dizendo, durma, durma, durma, ou algo do genêro, já que amanha ele vai impiedosamente me acordar as 06:00 =/ Antes do relógio todos tinham tempo, hoje todos tem relógios, já dizia o outro... Mas quem é o outro? irmão do Badanha? ou primo do jozé, isso mesmo, aquele do: E agora Jozé? Pra mim o outro é uma criatura suprema e sabia, já que sempre usamos citações dele em diversas situações, deviam ter uma religião louvando ao 'outro', já que existe religião pra tudo hoje em dia. A solução é o rock, ou a musica, ela ainda salva. Tudo é musica, passos, pássaros, carros, poluição, até aquele seu maldito vizinho arrastando os móveis em cima da sua cabeça. Estranho, depois dizem que sou estranho, todo mundo liga mais pra dinheiro do que pra qualquer outra coisa, eu também ligo, mas eu não tenho, o que me faz diferente de quem tem.
Gritando para o céu, reclamando mais uma vez, reclamar é humano, todos reclamamos, e aqui estou eu mais uma vez falando coisas bobas e óbvias só pra tentar chamar atenção. Mas eu me sinto feliz, mesmo tudo dando errado, se eu for notar sempre existem e existirão razões para que eu fique feliz, até mesmo a certeza quase absoluta de acordar amanha e ter um bom dia, ver meus colegas, conversar com meus pais, respirar, viver, sem muitas preocupações além do bom colégio onde eu estudo, das apresentações que farei terça, e de algumas escolhas que mudaram o futuro, dia normal, um bom dia, maldita Segunda-feira.

sábado, 11 de outubro de 2008

Eu Sinto a Sua Falta.


Não creio ser um homem que saiba. Tenho sido sempre um homem que busca, mas já agora não busco mais nas estrelas ou nos livros: começo a ouvir os ensinamentos que meu sangue murmura em mim. Não é agradavél a minha história, não é suave e hamoniosa como as histórias inventadas; sabe a insensatez e a confusão, a loucura e sonho, como a vida de todos os homens que já não querem mais mentir mais a si mesmos. [Hermann Hess]

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Pessoal, ta chegando a 1500° visita, daremos um premio a 1500° ou só a 2000°?

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Banda preferida.


Eu nunca fui um cara com banda preferida, sempre escutei de tudo e gostei de boa parte das coisas que escutei/descobri/me apresentaram, mas depois de ver FLCL (Furi Kuri) eu conheci a melhor banda que eu já escutei, The Pillows é aquela banda que a gente escuta quando ta precisando ficar sozinho, quando ta triste, quando ta feliz ou só deseja ficar feliz. É tudo muito bom pra ser verdade, a voz e o instrumental se encaixam perfeitamente, o feeling, não tem solos impressionantes ou letras magnificas, é uma banda normal, na média, uma banda mais ou menos mas que conseguiu fazer com que eu realmente gostasse do que ouvi. Escutem. É The Pillows!

domingo, 5 de outubro de 2008

Espelhos..


É assim que vejo meus amigos e conhecidos na minha cabeça, como espelhos.
Nas happy-hours de fim de semana meu passa-tempo preferido é fazer-los se transformarem em cacos de vidro.
Há um motivo para não serem simplesmente vidro e sim espelhos... milésimos antes do meu punho alcançar a superfície frágil eu consigo um momento de sanidade, nesse tempo mesmo que seja somente um milésimo eu consigo definir em um vislumbre o meu rosto. É uma atividade bem relaxante e necessária para não se deixar cair no tédio. Se auto-destruir... bem relaxante.

Reflexos.

Sinto uma certa confusão, sabe quando você se olha no espelho e não sabe se o que você esta vendo é o que você realmente é?
Isso é meio complicado pra explicar agora, outra hora eu tento n.n
Cidadão Quem
2003.

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Lovefool.

Sabe quando tudo parece se iluminar mesmo que apenas por um momento? Aquela velha e breve esperança de que tudo vai dar certo? Mesmo nos amores mais impossíveis ou improváveis há um fundo de felicidade, mesmo que nada aconteça. O simples sentir algo diferente por determinada pessoa já faz com que tudo pareça mais legal, quilometros de distancia não parecem nada, impossibilidades deixam de existir, e nem precisa ser mutuo, e isso é que é a parte mais legal! Eu não me importo, eu gosto dos meus amores impossíveis, tem gente que curte sair, tem gente que curte beber, tem gente que curte fazer coisas doidas, eu curto ter minha coleção de amores impossíveis u.u gosto não se discute, certo? Eu acho que manter isso em segredo é o melhor a se fazer, magoar pessoas com sentimentos egoístas é meio, ahm, egoísta? Talvez eu não me incomode de exteriorizar mas fazer outra pessoa sofrer fazendo com que ela também goste de você e vocês nunca possam ficar juntos me parece meio injusto... A real é, estou me apaixonando por alguém que eu não devia e não quero que isso aconteça =D Se eu não falar isso aqui, vou falar onde? =B
A capa é do Stadium Arcadium do Red Hot Chili Peppers, foi lançado em maio de 2006. Na minha opinião a melhor faixa é a número 13 do disco Jupiter: Wet Sand, escutem >.<
Eu também queria que dessem uma escutada no cd First Band On The Moon do The Cardigans
e especialmente na musica Lovefool, titulo dessa postagem. Um Abraço.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008


Quem sou eu
Uma folha levada ao vento
Uma gota de chuva que cai no lago
A brisa
O amarelo do pôr-do-sol
Como se alguém se importasse

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

99999999999999 visitor!!!!

O Visitante 1000 ganha um bonus especial n.n


Comente!




Cd Terror Twilight do Pavement.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

O que você é?


Você já parou pra pensar em tudo o que você é? Em tudo que te torna você mesmo?
Você é tudo o que ocorreu durante a gravidez de sua mãe, você é o relacionamento do seus pais em relação à você, você é os brinquedos que brincou, as conversas com seus pais, as gírias que usou, os conselhos que seguiu, as decepções de não ter dado certo, as alegrias das conquistas, as derrotas, as vitórias, os conselhos que deu, o amor gostoso que viveu, o pior relacionamento que já teve, o renascido após escapar do acidente, o ferido após a briga, o ferido com palavras após a briga, ou mesmo aquele que feriu. Você é aquela encrenca em que se meteu, ou mesmo o problema que resolveu, você é aquela conversa séria com seu pai, ou aquela briga com a sua mãe, você é o que você lembra. Você é aquela saudade que não vai embora, aquela cidade distânte, os seus amigos de infância, seus amores perdidos, seus amores nunca tidos, você é a infância que recorda, aquele banho de chuva, aqueles amigos, aquela solidão. Aquela velha música, aquele perfume, aquela flor, aquele cheiro, aquele lugar, aquele pôr-do-sol, você é a saudade dos seus pais, da sua família, daquele abraço, ou mesmo daquele abraço que nunca teve, da família que nunca te confortou, você é toda a falta que sente, todo o vazio que há, todo o amor de mãe, toda a parceria de pai, você é aquele arrependimento de não ter falado na hora, você é todas as músicas que já ouviu, todos os filmes que já assistiu, todos os livros que já leu, assim como você é aquela sua música favorita, aquela parte da música que você chora, aquele filme que te emociona, aquele livro que te arrepia, aquele acontecimento que te abala, aquela rua que você gosta, as casas em que você morou, aquele velho sótão, aquele confortante porão. Você é o seu quarto, o que você sente lá, a sua casa, o que você sente e passa nela, você é aquela rua que lhe arrancou lágrimas um dia, você é a lágrima que lhe foi arrancada, a agonia que passou, o choro que chorou. Você é o que você chora, o que você pensa, mas não necessariamente o que você faz. Você é a ajuda que dá, a compreensão que tem, aquele abraço inesperado, o abraço dado, o abraço recebido, aquela lágrima causada, aquele beijo, aquele beijo roubado, aquele beijo que você queria nunca ter dado, ou mesmo o beijo que ainda nunca deu, você é aquele alguém que quer beijar, aqueles que já beijou, você é o toque dado, a flor recebida, o corpo acariciado, o desejo despertado, a bebida que foi tomada, a que está para ser tomada, você é tudo o que já passou, e ainda o que está por vir. Você é o amigo que é, o amigo que tenta ser, você é o amigo que precisa, o amigo que você tem, você é a sensibilidade que grita, a agonia que desperta, o orgulho que despreza. Você é a gargalhada que dá, a gargalhada que causa, a palavra que fala e a que recebe, você é o orgasmo, você é o sexo, a excitação, você é o ser, você é o que desnuda, você é o que precisa e o que causa. Você é o preconceito, você é a discriminação, você é a paz que causa, você é o que prospera, você é toda a raiva da hora, o desprezo de agora, a mágoa de todo o sempre, você é o sorriso dado, o sorriso causado, você também a mudança, ou a impotência de não conseguir mudar, você é o poder, você é o que não pode, é a liberdade que tem, é a liberdade que oferece, é a liberdade que deseja, você é o desejo, o ardor, você é o ódio daquele professor, a raiva do governo, o desapontamento, a vergonha que causa, a vergonha alheia, a vergonha que passou. Você é a vítima, você é o assassino, você é todo aquele problema, você é o ódio que tudo isso dá. Você é a vida que tenta levar, você é tudo o que você queria. Você é o que você tem, o que você queria ter, o que você terá. Você é seus avós desconhecidos, os parentes distantes, os carinhos de vós, os avôs inexistentes, os avôs inegualáveis. Você é aquela praia, aquele dia de sol, aquela piscina. Você é toda a vida, toda a injustiça, todo o justo. Você é a sua vida inteira, ou o que você considera que apenas chamem de vida. Você é aquele inverno frio, aquele dia muito quente, aquele sorvete, aquela torta da tia, aquele bolo de aniversário e todas as velinhas que já soprou. Você é aquelas fotos que tirou, aqueles vídeos gravados, aquele trabalho em grupo, o primeiro carro, o primeiro trabalho, o primeiro dia na nova escola, o primeiro beijo, o primeiro namorado, a primeira vez, a primeira reabilitação, os dias no hospital, o braço quebrado, a perna engessada, a dor de cabeça, o nervosismo, a ansiedade, você é a cor do seu cabelo, os elogios, os desprezos, as críticas. Você é o cigarro que fumou, as drogas que usou, as festas que foi, as músicas que dançou. Você é o que lhe agrada, o que lhe repugna. Você é muito mais além do que qualquer pessoa pode ver, você é todas as razões para ser assim. Você é quem tem todas as razões para não acreditar que o que pensam de você está correto ou não, você é quem tem todas as razões para não pensar que as pessoas são assim. Você é o que você não vê nos outros, você é todas as razões que você extinge. Você vai muito além do que simplismente ''você'', você vai além do que se pode ver, além de uma simples conversa, além de algumas piadas, umas cartas, umas palavras, você vai além daquele vento que arrepia, além daquele temporal. Você é o que ninguém vê.

domingo, 21 de setembro de 2008



Não sou nada.
Nunca fui nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.

sábado, 20 de setembro de 2008

Que a justiça seja feita!

A justiça impediu a realização do 25º Pop Rock Brasil em BH... Algumas das atrações eram Maroon 5 e NX zero...
Bem, a justiça tarda mas não falha!
Meus sinceros parabéns à juíza da 34º Vara Cível de Belo Horizonte, Mônica Libânio Rocha!

Broken.


Eu procuro meu próprio inferno, que por varias vezes já foi meu paraíso, fingindo aguentar toda essas conversas que me empurram todos os dias. Sortudo por estar mergulhado em um humor acido, que me corroí dia após dia sem dar maiores explicações, apenas desmancha meus sonhos como se fossem pequenas formigas queimadas por algum garoto entediado. Me deliciando com minhas frustrações, procurando sempre alcançar o sol para que minhas asas de cera derretam e eu possa curtir a queda com uma certa dose de prazer. Esse sorriso doentio que eu conservo em minha face não é pra te agradar, nem pra te irritar, quanta pretensão a sua de pensar que me importo com o que você pensa, há muito tempo que não sei o que é realmente me importar com algo, tudo perde a graça. Sem complicações, ser um idiota não me incomoda e até me faz feliz de certo modo, quem poderia julgar um idiota? Atos aparentemente infundados escondem meus reais princípios, meus objetivos e desejos, adoro perder minhas horas apreciando o quanto eu consigo parecer inofensivo e no fundo ser mal, não para os outros, mas para mim mesmo. Eu não me importo, não faz diferença.
Capa do cd Highway To Hell do Ac/Dc.

Just Stripes


Manter tudo sob controle.
Como se fossemos pré determinados a seguir um só caminho, sem opções, bobagem! O descontrole é inevitável partindo do ponto em que a perfeição inexiste, nada dura tempo suficiente pra que se torne eterno, tudo se esquece, se modifica ou acaba.
Padrões, padrões, blá blá blá, foda-se. Você quer viver nisso pra sempre? Vai tentar mudar as coisas? Realmente nada faz sentido pra quem precisa que ele exista, um viva à inércia que me faz viver cada dia sem preocupações desnecessárias, afinal nunca se sabe ao certo o que vai acontecer, não é? Tudo da certo quando está dando errado, planos são feitos para fracassarem, pense justamente o reverso do que você realmente quer e voilá. Nostalgia, ai está um bom modo de ver a vida, se prender ao passado é muito vantajoso, já reparou que todo mundo foi feliz no passado, todo mundo quer voltar atrás, ah... nada como "os velhos tempos", onde todo mundo era feliz e ninguém se preocupava com o passar dos anos, por falar nisso, tudo passa tão rápido as vezes e igualmente devagar em outras, eis ai a teoria da relatividade. Quando se esta passando por bons momentos o tempo passa mais rápido, e quando se está fortemente F* o tempo passa bem devagar, Einstein era mesmo um gênio e o tempo continua sendo um grande filho da p* desde aquela época.
As vezes chega a ser engraçado o quanto não fazer nada me parece extremamente agradável, eu poderia passar horas não fazendo nada, muito libertador penso eu, mas como nada é perfeito eu, como todas as outras pessoas, tenho que fazer coisas inúteis pra manter as aparências e viver normalmente, é a vida.
A foto dessa postagem é a capa do álbum The Empire Strikes First do Bad Religion que vocês podem ouvir clicando no link. A partir dessa postagem todas as outras terão capas de álbuns de bandas que eu gosto, só pra variar um pouco.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Realeza


A real é que em todo o lugar, sempre você irá encontrar pessoas que se acham melhores do que você. Minha tia me disse uma vez quando eu estava deprimido: "Alisson, todos são iguais e ninguém é melhor que ninguém". Eu acho que essa foi uma das frases que mais me marcou.

Minha tia Gleiva sempre foi como uma segunda mãe pra mim, quando eu era pequeno ela morou um tempinho aqui em casa. Ela me cuidava enquanto a minha mãe ia pra faculdade ou trabalho não me lembro bem ao certo.

Mas continuando, isso me fez pensar (não precisa de muita coisa pra me fazer refletir sobre algo, isso é uma das minha qualidades eu acho mas também uma maldição) ninguém é melhor que ninguém? Então porque todos não somos iguais? Minha conclusão foi que ninguém realmente é melhor que ninguém, simplesmente diferente. Você nasce com a capacidade do raciocínio. Serão oferecidas oportunidades iguais a todos, depende das escolhas que você faz, caminhos que toma e acredite se quiser insetos que mata, pastas de dente que usa e até mesmo o que você come para mudar completamente a sua vida. Todos os dias sua vida muda completamente por essas e outras milhares de pequenas coisas que você faz. Há pessoas que escolhem os caminhos mais fáceis: construir uma escadaria de pessoas para chegar ao topo. Degrau por degrau, pisando em quem tiver que pisar só pra chegar ao topo. O que tem no topo? Bom eu acho que nada. *=D
Eu os chamo de reis, não por reconhecimento de seus grandes feitos (acredite não há nenhum que realmente seja grande, não no meu ponto de vista) mas por sarcasmo.
Eu escolhi ficar longe deles, não me arrependo e não me importo de abrir mão desse tipo de gente.

O karma existe *-*

*tentativa de ironia.

Sinto que a bênção da criatividade argumental me abandonou.

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

" "

Há muito tempo que não sou eu.

Fernando Pessoa

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Lágrimas não são argumentos.


Não pensei que te magoaria tão fácil.
Palavras são como espinhos, e talvez minha alegria se vá como se fosse o vento, são apenas mais comparações inúteis pra algo que de fato não sei explicar.
Sentimentos são realmente complicados quando você sente que não deve senti los, não pela pessoa errada, mas e se não houver pessoa certa? Existe algo certo ou incerto, não sei, algo que se deva seguir?
Caminhos são como palavras, perdem o sentido se não forem escutadas ou seguidas, mais uma vez apenas comparações.
Nada de novo acontece por aqui, apenas o usual, o inabalável senso de que tudo esta bem quando acaba mal, fingir é realmente confortável... Um idiota qualquer em uma fotografia mal batida, coisas que serão esquecidas, como tudo um dia acaba sendo... Sentimentos, cartas na mesa, uma lembrança qualquer que te ocorre em uma tarde monótona de domingo, aquela vontade que vem do nada, horas perdidas na frente da TV, única companhia casual em todas as noites, simples e pratico, on e off. Não é por nada, é por não ser o que todos queriam que fosse, perfeição. Me encontrar é a parte mais difícil de tudo isso, posso estar no meio dessas velhas fotografias ou no fundo de uma bela garrafa de vinho tinto, na primeira estrela que apareceu no céu hoje ou no ultimo raio de sol que insiste em brilhar ao fim do dia, posso ser as folhas secas do outono ou a simples brisa que bate no teu rosto como se tentasse colocar um sorriso em sua face.
A vida, simples como montar um cubo mágico. Apenas mais comparações...
Um personagem habitual do cotidiano, com problemas habituais, amores habituais, infelicidades habituais... Desejando ser algo acabei não sendo nada, e o que é nada se não a ausência do tudo, o que seria do tudo sem o nada? Palavras e palavras, repetições e esperanças, sem descanso, com descaso, ou alcanço, ou acaso. Não sei se caso ou compro uma bicicleta, mesmo assim lágrimas não são argumentos.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Insignificância


O que é a insignificância?

Prazer, meu nome é insignificância. Meu eu mais sábio me chama assim...
Sussurra no meu ouvido: "Hey garoto, você perdeu mais uma chance. Se você me der 10 minutos no controle eu posso fazer com que você brilhe mais que ouro e derrube todos eles. 10 minutos e eu acabo com toda as suas preocupações... 10 minutos que transformarão o seu inferno no meu paraíso."

Ele sabe das coisas. O jeito com que eu me escondo das minhas obrigações, sentimentos e afins. Ele sabe em baixo de que tapete eu escondo tudo com o que eu não posso lidar. Ele não é o único, todos podem ver... sabe, quando você esconde metade da sua vida ali em baixo é quase impossível deixar passar por desapercebido tanto volume.

"Logo todos saberão do que eu sou capaz... eu não preciso de você, se me der licença eu estou ocupado agora desperdiçando a minha vida" é como eu respondo à ele.

Continue aí, não me importo com o que você seja mas sim com a injeção de ânimo que você me dá todos os dias, elas fazem de você uma parte importante minha, seria uma perda mais significativa do que uma mão se algum dia preferisse me deixar ao conviver comigo... lembre-se nos momentos de desilusão:

Sou a sua insignificância, a humildade que sem a qual você não vive. Você é a minha coragem, a parte mais importante da minha alma.

Tem sido anos monótonos, mas eu juro que irei lhe recompensar, em breve.

De volta para o futuro



Tempo. O que é isso? Pra mim é mais fácil deixar que um aparelho que possui um arco se movimente repetidamente em um círculo. Assim é bem melhor saber onde estamos. Quando ele parar teremos uma base. Pois para nós, o tempo pode variar e muito. Em um flash de pensamento não se sabe quanto tempo se passou, normalmente alguns segundos, mas depende do que estamos sentindo no momento. Alegria, felicidade, diversão passam rápido (é?) que nem sentimos o tempo. Talvez seja isso, o não sentir, pois ele não existe, só é algo que nos separa de momentos bons, seja quando ficamos tristes e queremos ficar alegres, seja quando vemos uma fotografia de quando éramos felizes, seja "quanto tempo falta pro ônibus chegar?". Ou, principalmente quando vemos as mudanças, o quanto crescemos fisicamente, aquela planta que virou uma árvore, aquele amigo de infância que encontramos do nada.
Acho que precisamos de algumas coisas para não enlouquecermos, onde estaríamos sem as marcações? ás vezes são coisas necessárias e aí nos sentimos que não somos grande coisa. O tempo nos arrasta como uma parede de vidro que nos empurra a uma direção que não sabemos. para alguns ela parece ser mais devagar, para outros mais rápida, para alguns até ela parece estar estacionada. Se ela não existisse... onde estaríamos? Perdidos? No tempo? No tempo x espaço? No espaço sem nenhum tempo onde nada muda? Num espaço? De fato não se sabe, ou quem sabe me diga . Mas, observando tudo, vejo há conexão [ humrrum ], o planeta em movimento precisa de ...? q
Precisa de um lugar ou uma coisa que nos empurre ao movimento [ á ação] e talvez seja isso, o tempo. Ou muito mais do que isso, claro.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Claude Monet

Les bateaux roges, 1875
Paysage à Port-Goulphar, 1861
La Seine à Asniéres, 1873
Femmes au jardin, 1866-1867

Eglise de Vétheuil, 1879

Partido Turco está crescendo!


Foto de uma residência que pertence a um sem noção, digo um indivíduo culto e visivelmente dono de sua sanidade mental que aderiu ao partido turco como uma opção indecente nessas eleições.

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Just Stripes.


Manter tudo sob controle.
Como se fossemos pré determinados a seguir um só caminho, sem opções, bobagem! O descontrole é inevitável partindo do ponto em que a perfeição inexiste, nada dura tempo suficiente pra que se torne eterno, tudo se esquece, se modifica ou acaba.
Padrões, padrões, blá blá blá, foda-se. Você quer viver nisso pra sempre? Vai tentar mudar as coisas? Realmente nada faz sentido pra quem precisa que ele exista, um viva à inércia que me faz viver cada dia sem preocupações desnecessárias, afinal nunca se sabe ao certo o que vai acontecer, não é? Tudo da certo quando está dando errado, planos são feitos para fracassarem, pense justamente o reverso do que você realmente quer e voilá. Nostalgia, ai está um bom modo de ver a vida, se prender ao passado é muito vantajoso, já reparou que todo mundo foi feliz no passado, todo mundo quer voltar atrás, ah... nada como "os velhos tempos", onde todo mundo era feliz e ninguém se preocupava com o passar dos anos, por falar nisso, tudo passa tão rápido as vezes e igualmente devagar em outras, eis ai a teoria da relatividade. Quando se esta passando por bons momentos o tempo passa mais rápido, e quando se está fortemente F* o tempo passa bem devagar, Einstein era mesmo um gênio e o tempo continua sendo um grande filho da p* desde aquela época.
As vezes chega a ser engraçado o quanto não fazer nada me parece extremamente agradável, eu poderia passar horas não fazendo nada, muito libertador penso eu, mas como nada é perfeito, eu, como todas as outras pessoas tenho que fazer coisas inúteis pra manter as aparências e viver normalmente, é a vida.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Posso recompensa-los com chopp?

"O sumiço de 113 provas de uma das matérias mais difíceis do curso de administração de uma faculdade alemã promete acabar em chope. Para tentar contornar o incidente, ocorrido na Universidade de Hohenheim, em Stuttgart, sul da Alemanha, um professor prometeu pagar cem litros de cerveja a seus alunos.
É que, com o desaparecimento dos exames, eles serão obrigados a fazer novamente o teste no próximo semestre. Uma caixa contendo 113 de um total de 800 provas feitas pelos estudantes na disciplina Técnica de Contabilidade sumiu misteriosamente da sala em que os exames seriam corrigidos.
"Mas garantimos que todos ficarão satisfeitos no final", assegurou Klein. Do contrário, é possível que ele adote a idéia da própria mulher. "Minha mulher sugeriu, como forma de ressarcimento, que eu distribua tomates aos alunos e me ponha como alvo, na frente da sala de aula", brincou o economista."

O que leva alguém a pensar que uma noitada de chopp vai poder recompensar isso? Sem maiores comentários.
Qual seria a sua reação?
Sem mais.

Partido Turco


Nessas eleições troque o confirmado pelo duvidoso, vote no Partido Turco, e seja feliz.
Muitas pessoas estão aderindo ao Partido Turco [aliciados com notas de 3 reais] por sua forte oposição social e o escambal a 4 que não cabe a mim explicar, desde quando você precisa pensar pra votar?
Nós somos o partido turco, e você também pode ser.
Até mesmo celebridades já fazem parte do partido:
Partido Turco esta na coligação com a Reversal Russa para um novo amanhecer, ou não.
[Vote consciente, sem zueira agora xD]

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Internet Hidráulica?


Estava lá eu no banheiro, obedecendo o "chamado da natureza" quando peguei uma revista para ajudar a passar o tempo. Algo me chamou a atenção, era uma Época, o ano eu não sei já que a revista estava sem capa e não tive muito interesse em procurar, mas era velha.
Uma matéria sobre internet hidráulica (internet a água), na hora eu pensei:

"WTF!?!?! Os dinossauros querem revolucionar o wireless =O~~"

Mas logo percebi que a própria revista tomava posição no assunto como "inventivos" e já me senti mais tranquilo. Agora pensem bem, se fosse mesmo possível nós chamaríamos um encanador e não um técnico quando houvesse algum problema? Seria meio estranho dizer ao "cara que arruma o PC" aaaah jah que tah aki olha o meu vaso tbm ;D




Obs.: A prova viva de que a revista era antiga... um PC com um processador celeron 1.1 GHz, 128 de RAM, 20gb de hd e vai piorando... por apenas 3 mil reais =D

Liberdade.


Hoje tive uma aula muito esclarecedora no colégio sobre liberdade, mas refletindo bem sobre a liberdade descobri [ou não] que nunca fomos livres de fato, vivemos em uma sociedade que impõe limites e em qualquer lugar do mundo vai ser assim. Toda a ação vai ter uma reação e isso por si só já é violar a liberdade, porque pra mim liberdade é pode fazer o que bem entender sem prestar contas, é poder não ter medo de reprovações apenas por ter ideias diferentes, se fossemos livres creio que não teríamos preconceitos ou qualquer tipo de briga entre as pessoas, quando não formos mais presos a valores inúteis, a um estereotipo de cidadão perfeito, a preconceitos pré históricos e a nossa própria mediocridade não seremos livres, como disse John P. Sartre na peça "as moscas": Eu sou a minha liberdade. Teoricamente apesar de estarmos presos as regras da sociedade podemos ser livres já que podem nos tirar e nos aprisionar tudo menos nossa alma e nossos pensamentos. Acho que fugi da ideia principal, whatever.

domingo, 31 de agosto de 2008

Música


Qual é a importância da música?

Bom a música é a prova viva de que não somos somente seres-vivos que usam suas pernas para se locomover e se alimentam para continuar vivos, mais do que isso é a prova de que temos alma. A minha se alimenta de música, sem ela eu provavelmente perderia a sanidade (não que já não tenha perdido) e morreria de depressão. Quem nunca sentiu o coração pulsar mais forte ao ouvir alguma música que seja perfeita para algum momento da sua vida?
A música move o mundo, transforma nada em tudo e agrada a todos (eu nunca ouvi alguém dizer que não gosta de música, e mesmo que diga com certeza estará mentindo), pessoas podem dizer que não gostam de filmes, carne vermelha, jogos eletrônicos mas nunca de música.
Cada um tem seu estilo, o importante é todos eles serem respeitados, claro que somente se não violar a regra básica da música:


- Música é feita com a cabeça e não com a bunda.

Caso contrário, o nome certo é poluição sonora.

Relapso


A a vida se constitui de objetivos e sonhos, eu acho.
Objetivos: a cada um que é alcançado a gente tem que mudar, porque a gente sempre busca algo, se eu tiver namorada vou ser feliz, ai quando ta namorando fala: se eu tiver um emprego e uma casa vou ser feliz, ai trabalha e compra a casa, agora trabalho mas não tenho tempo pra minha família, se eu tiver esse tempo vou ser feliz... e a gente busca ser feliz até a morte, sem na realidade ser. E é simples de mais pra que alguém que busca algo complexo consiga achar.
Sonhos: sem ter um sonho não se tem um objetivo, mas sonhos são os objetivos que não alcançamos e esse objetivo é a felicidade, por mais que ela esteja disfarçada em inúmeras coisas. Quem sonha, é feliz. Uma vida vazia e sem sonhos não pode trazer felicidade a ninguém, mas como tudo em demasia sonhar também faz mal, se perdermos mais tempo sonhando do que realizando só nos resta morrer, de qualquer maneira sempre há um final, e eu insisto em meus erros, sou mesmo relapso, sonho de mais as vezes, me iludo e me ferro, mas fazer o que? Meus sonhos me levam aos erros, mas também há muitos acertos pelo caminho.

1-2-3 Salve todos!!!!!


" O fato de sermos habitados por uma nostalgia incompreensível seria mesmo assim o sinal de que existe um além."

Eugène Ionesco

O fato de sermos habitados por uma nostalgia incompreensível seria o sinal de que existe um além. Ouvi algum dia. Deixar ser como é, sem motivos, sem nem perceber; pra mim isso se chama felicidade. Pois queremos mudar quando falta alguma coisa, ou mudamos não por vontade própria mas por necessidade, passado período de transição tudo volta a calmaria [oh, really? ._.]. Como robôs - o exemplo mais perto - somos programados para termos amigos, falar, todas as pessoas são iguais. Como animais, mas nada disso importa se tivemos tudo e nada falta. E daí que ninguém liga pro que você fala. E daí que todo acha que você é maluco, achando que você é gente boa e seu amigo; está tudo certo. E ninguém acha p%&@ nenhuma, desde quando leio pensamentos alheios? Palavras pra mim são como folhas levadas ao vento, depois param em algum lugar e apodrecem :B; já não existe mais. E pense o que você quiser , não sou sua mãe pra te proibir de fazer nada.
A nostalgia platônica, portanto pode até ser uma forma de escapismo... ou então um meio de voltar de voltar pra casa. Ouvi em algum lugar [foi, foi no orkut ¬¬''] . Retornar? Pra onde? Vivemos neste planeta desde... quando nascemos. Como podemos imaginar algo que nunca vimos, ou sentimos, ou ouvimos, ou falamos? Sentimos algo que não podemos explicar que falta. Mas que nos faz sentir bem, sabendo que não somos daqui, existe outro lugar no qual tudo será melhor, e já estivemos lá , pois sabemos como é. " O fato de sermos habitados por uma nostalgia incompreensível seria mesmo assim o sinal de que existe o além."



Não exaltando ao Ionesco, foi apenas alguém que sobe exprimir... algo.

Nova Guerra Fria?

Eu estava vendo o jornal nacional [apesar de achar sensacionalista e de pouca sensibilidade, já viu como eles transmitem as noticias? Morreram 30 hoje na Síria e agora vamos as noticias do tempo...]
que haveria chance de uma segunda guerra fria agora entre E.U.A [supostos donos do mundo] e Irã [aqueles que só querem defender seu território, e um pouco de sangue alheio pelos anos de opressão]

Sendo que isso além de envolver politica também envolve religião e disputa por territórios [politica/religião, grandes assuntos pra gerar guerras desnecessárias]. Vejam o que disse Thomas L. Friedman Do New york Times:
"Até agora, o time americano está perdendo em praticamente todas as frentes. Como pode? A resposta curta é: o Irã é inteligente e cruel, os Estados Unidos são idiotas e fracos, e o mundo sunita está indiferente e dividido. Alguma outra pergunta?"
Agora vejam só, se um Norte-Americano tem essa opinião isso significa que essa guerra é apenas uma guerra particular entre o Atual presidente dos E.U.A e o resto do mundo [apesar de sempre ter aqueles inteligentes que apoiam as guerras], como sempre tentando dominar o resto do mundo e fazer tudo virar merda. Bem, após tudo isso vamos analisar ali a belíssima foto do muro de Berlim sendo derrubado. Vocês conseguem perceber a euforia e a alegria das pessoas com o simbólico final da guerra fria? Após anos de isolamento finalmente poderiam ver seus parentes ou simplesmente contemplar a modernidade e a liberdade do outro lado do muro. Agora se perguntem, o mundo precisa de outra guerra fria? Melhorou em algo nosso planeta? É bom sentir medo de morrer todos os dias por uma simples disputa entre alguns babacas? Pensem.

sábado, 30 de agosto de 2008

Heróis

Bom, o primeiro post aqui. Não que eu realmente tenha alguma coisa que de fato seja interessante, ou que eu escreva alguma coisa que seja elogiável no mínimo como 'boa'. Mas, como o Marcos é um cara muito generoso, concedeu um espaço aqui pra mim também. =]
Então, estive pensando: por que não podemos ter heróis para sempre? Nossos heróis nunca são eternos, e sim condicionais. Aliás, tudo nessa vida está ficando condicional. Tudo mesmo. Desde uma confiança, um herói, até os sentimentos mais nobres, como o amor.
Não podemos acreditar para sempre que o Super Homem ou o Batman existem, não somos capazes de acreditar em Papai Noel, ou ao menos ter total confiança em um amigo mais próximo.
Enterramos nossos super-heróis televisivos, e fazemos sobreviver o herói mais egoísta e não-moralista que pode existir, e que somos capazes de ter; que salva-nos no dia-a-dia, o que tem que estar sempre em primeiro: o nosso ego, o eu. O que consegue ter infinitas caras, e ser único a cada um.
Mas, mesmo tendo consciência de que esse herói não pode nos dominar, ou ao menos durar para sempre, levamos-o à academia, para ficar mais forte, e o alimentamos bem.
Ainda gostaria de crer nos super-heróis animados televisivos, acreditar que é Papai Noel que trás os presentes no Natal, e acreditar que tudo não fosse condicional, como esses super-heróis.

Eleição

Estamos em época de eleições para escolha de prefeitos no Brasil.
Aqui em Pinheiro Machado isso significa qualquer coisa, menos a escolha de um prefeito.
- Marginais mirins de 5 anos que carregam bandeiras de partidos políticos com a desculpa de mostrar em quem vão votar (Ahn? Vão votar? Hum... Achei que só se podia votar com 16 anos.) mas todos nós sabemos que é pra bater nos cachorros.
- Foguetes que destroem o ambiente calmo da cidade.
- Carros tocando melodias de pagode e forró com letras toscas que induzem as pessoas a votar em alguém.
- Promessas falsas.
- Comissios que juntam um monte e quase sempre acabam em briga.
- Partidos chamando uns aos outros de ladrões.

Enfim, resumindo:

Segunda pior época do ano (a primeira é o carnaval, tirando as gostosas rebolando o resto e estrume =D).

Obs: 70% da população brasileira vota em um canditado pelo seu partido e não por suas propostas e seu caráter.
Ainda querem que o Brasil vá pra frente?

(...)




quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Oi



Eu sou nova por aqui então vou me apresentar. Quem eu sou: by Me, prazer.

Uma das coisas que sempre me encantou foram as estrelas. Até hoje andando pela rua de noite levanto o rosto pra olhar pro céu. Já ouvi dizer que são sóis de outras galáxias. Eu passaria a noite toda olhando pra cima, e não me canso de olhar. Qualquer que as admire chega a conclusão de que somos muito pequenos. Quem eu sou? Comum, normal; uma pessoa como qualquer outra. Mas admirando o céu miro em uma estrela vejo que ela é apenas uma em 1 milhão, uma entre aquelas que eu consigo enxergar e uma entre as que nº= x que existem, mas o céu não seria o mesmo sem ela. Quem sabe não é ela que é o centro de outro sistema solar e ao reor da mesma giram planetas nos quais há vida e toda a complexidade contida neste em que vivemos. Sem ninguém ver, sem ninguém saber.
De fato é um mistério, nunca se sabe o que há lá fora. A mim, resta apenas contemplar a grandeza do universo visto por mim apenas o equivalente auma cabeça de um alfinete .
E uma coisa legal é que de dia também há extraordinária beleza, o azul puro do céu em harmonia com a brancura das nuvens e os raios de sol, mas só eu vejo isso i_i.
Daí está explicado a complexidade do ser humano, se ele existe em um universo em que tudo é complexo, porém simples... á isso aê.

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Primeira postagem...

Bom, fui convidado à contribuir com a cultura deste blog, aceitei pois gosto muito dele (tá tá, eu aceitei porque o meu outro está em coma por inatividade dos membros).

Irei começar com algo interessante...

Arremesso de troncos.



Até que ponto a incapacidade mental de uma pessoa pode chegar?

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Air guitar.


[Torneio na Finlândia reúne ‘virtuosos’ da air guitar, a arte de dublar o instrumento.
O americano CraigHot Lixx HulahanBillmeier conquistou o título mundial de “air guitar” ou guitarra de ar na cidade de Oulu, na Finlândia, na sexta-feira.]
Grande merda, penso eu. Eu dublo o tal do air guitar desde quando eu me conheço por gente e nunca ganhei nada, com toda a certeza esses caras nem sabem o que é tocar guitarra de verdade e ainda existe um evento que movimenta milhares de dólares ou seja lá qual for a moeda Finlandesa [Euro, com desenho de Heikki Häivöja] pra ver um monte de idiotas dublando em cima do palco, eu não gastaria meu dinheiro vendo isso, sinceramente, talvez nem garotas bonitas tenha nisso[mesmo que alguma fosse minha impopularidade impediria alguma possível aproximação].
De qualquer forma, gostei da ideia por mais cretina que ela seja, e amanha aqui em casa vai ter um campeonato de Air Guitar e o premio vai ser um disco de vinil totalmente personalizado por mim, quem quiser que se inscreva.

sábado, 23 de agosto de 2008

não vou postar mais.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Grande mistério misteriosamente misterioso...

Algo esta ocorrendo em Zeichnersheepfalls e o detetive particular secreto [não tão secreto assim] Vermeiden quer saber: Quem será Bella Meister [ByMe]? Eis ai um grande mistério que precisa ser desvendado, alguém seja solidário e revele sua identidade secreta [que não será mais tão secreta também]

Easy come, easy go.



Ao som de: Mistress For Christmas - Ac/Dc


Praticidades da vida que as vezes me fazem pensar, bem que minha mente poderia ter on/off, gostaria de poder estar desligado por algum tempo pra ver o que iria acontecer, é tanta coisa que se passa nessa vida que as vezes parece que tudo esta a ponto de explodir bem na nossa cara, nada mal, eu adoro explosões.
Malditos humanos, sempre acabam descontando suas frustrações pessoais em alguém já que não tem capacidade suficiente de reconhecer os próprios erros e repara-los, e eu também já estou cansado, não adotei a politica de descontar meus problemas nos outros e acabei sendo sempre a ponta da corda, onde tudo, mais cedo ou mais tarde, vem parar. Quando chegar aos 18 tudo melhora, eu pensava isso até os 13 [no máximo], blá blá blá, se não for algum idiota da família, vai ser alguém do trabalho, foda-se eu não ligo. Simplesmente, acho perda de tempo discutir por algo que não vai mudar, e acho perda de tempo maior ainda descontar as coisas em mim, a parte legal são as discussões, pena que eu não as crie. Então, tenho que dormir, amanha voltarei com aquele grande sorriso hipócrita para minha incrível vida heróica de quadrinhos turcos. Adios.


Ao som de: 1979 - The Smashing Pumpkins.

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Em barras de ouro que valem mais do que dinheiro.


Em época de olimpíadas o povo brasileiro mais uma vez se vê livre dos problemas, um evento qualquer mobiliza o país e todos esquecem que nem tem comida em casa, a TV esta ligada e os problemas estão em off. Cade o patriotismo dos nossos jogadores? Perderam uma droga de jogo, é claro, já ganharam o suficiente pra viver 3 vidas sem precisar ganhar um puto pila. E eu aqui, nem trabalho tenho.
Patriotismo, grande bosta, o país é uma droga porque a população é uma droga, tão ignorantes e fáceis de manipular por qualquer novela ou jogo da seleção [seleção dos piores e mais cretinos jogadores], e alguém no poder quer saber de educação [companheiro]? Claro que não, quanto mais inteligente for a população mais difícil vais ser roubar o que sempre nos roubam.
Época também de eleições, onde todo mundo é santo, fez e aconteceu, e o mundo se torna mais lindo. Hoje vendo o horário politico obrigatório [estar a maior parte do tempo doente na cama tem suas vantagens, ou não.] eu fui obrigado a rir do despreparo dos nossos grandes políticos, prefeitos e vereadores, demoram um século pra bolar uma musica cretina que cole nas nossas mentes, falam frases do tipo: Tudo vai melhorar, o cara do outro partido prometeu mas não cumpriu, no meu mandato farei muitas coisas, confiem em mim, vote 12318723612731637281 e seja feliz. Vá pra puta que o pariu, hipocrisia na volta da minha casa, não respeitam nem as leis de não passar com carro de som na frente do colégio vão estar respeitando as outras leis?
Ano que vem faço 18, vou me tornar vereador e começar a roubar garantir meu futuro...
Obrigado pela sua falta de atenção em mais essa postagem medíocre e sem fins lucrativos.
Adios.

domingo, 17 de agosto de 2008

Horizonte


Foi então que percebi, que quanto mais forte eu segurava, mais rapido minha vida escapava por entre meus dedos.
Mais reflexões e menos ações, assim é como eu deveria agir, e foi assim que eu agi por longos anos até perceber [mais uma vez] que planos são planos, nunca saem como o esperado, pensar de mais equivale a agir de menos, tudo acarreta riscos e estar vivendo é correr esses riscos. Erros são como argila, se tu tiver aquela maldita maquina de modelar argila e bastante tempo tu consegue transformar eles em acertos no futuro >.<
Alias [lilás] o tal do tempo, háaaaaaaa maldito! O tempo tudo cura, tudo acerta, mas não é que ele gosta de passar bem devagarinho quando a gente precisa que ele voe? Como não se pode agradar a todos, escolha agradar a você mesmo, afinal ouvir reclamações de você mesmo nunca é ruim. Parando por aqui com os clichés e demais frases de impacto, eu me retiro. Uma boa noite.

Esse pé não é meu.


Voltando aqui após alguns meses...
Estava eu em uma fase meio que mais cretina do que o normal e por isso não postei nada, tipo total ausência de sentimentos sabe como é? Lendo, escutando novas musicas, conhecendo novas pessoas, e retornando a velhos amores platônicos... Posso dizer que esse mês foi bem movimentado. Eu desejava ter uma vida como qualquer personagem de quadrinhos, um dia agitado, amigos, e final feliz. Mas a vida não chega nem perto, acabamos perdendo tempo com coisas desnecessárias que na maioria das vezes acabam não dando em nada. Nos velhos tempos eu era bem mais feliz quando não ligava pra nada, não me importava com que iriam pensar e me contentava em viver mediocremente na sombra de um idiota qualquer. Hoje eu decidi mudar minha vida, e tudo tem dado certo, não se deixar pisar, ter auto confiança, coisas que eu não costumava fazer, agora eu faço.
E eu sei que ser otimista leva a grandes decepções, mas o que seria dos poetas sem suas decepções inspiradoras e uma boa dose de bebida? [como se eu fosse um poeta].

domingo, 6 de julho de 2008


Me vi cercado pelas minhas personalidades e toda culpa foi jogada sobre mim, o pessimista me disse que mais cedo ou mais tarde isso ia acontecer, o otimista se reservou ao silencio mas acreditava que talvez tudo fosse dar certo... Mas era tarde de mais o relógio já soava suas ultimas batidas fúnebres e eu me despedia de uma vida de incansaveis decepções pelo simples medo de mudar, mas nada sempre foi igual, se você não muda as coisas tratam de mudar por você e é nesse ponto que tudo começa a complicar. Se você for pra ser assim então desistir sempre vai ser a melhor e a mais conveniente saída pra todos os problemas, mas é uma pena que eu não seja bom em desistir, só em me conformar.

domingo, 8 de junho de 2008

Nevoeiro


Pt.1
Robert Armstrong teve uma infância recheada de fantasias e uma forte atração por mistérios e algumas coisas obscuras, mas a medida que crescia teve de aceitar a realidade e esquecer o seu mundo, carregar o peso das responsabilidades e frustrações mundanas acabaram com sua personalidade e se tornou só alguém comum com problemas comuns e uma vida dentro dos padrões sociais, suas memorias foram guardadas em caixas que hoje habitam o porão da sua casa juntamente com a coisa mais preciosa de sua infância, um objeto que segundo seu avô poderia realizar seus desejos mais profundos, mas não passava de uma historia para crianças.
Estava tudo dando certo, pela primeira vez na vida as coisas estavam bem. Helena havia aceitado noivar, estava tudo certo no emprego e todas as contas haviam sido pagas, Robert chegou satisfeito em seu apartamento de classe média alta no centro da cidade após um longo dia de trabalho duro, sentia se cansado e com dor de cabeça tomou um calmante e logo deitou se.
A vida stressante que estava levando enfim o recompensou, no dia seguinte foi chamado na sala do presidente da empresa em que trabalhava e recebeu a noticia que esperava a muito tempo, fora promovido e ganharia quase o dobro do seu salário atual e mais alguns benefícios, era tudo que ele poderia querer.
Depois do trabalho resolveu chamar alguns de seus colegas para comemorar em um desses barzinhos, como pessoas normais fazem, mas não foi uma boa ideia... Um de seus colegas com inveja de tudo que Robert havia conquistado colocou uma droga na bebida dele.
Dez em ponto, estava atrasado logo no primeiro dia de trabalho como administrador chefe, a empresa tinha uma regra rígida contra atrasos e Robert estava tão drogado que não conseguiu se mover por um longo tempo, não teve coragem de ir até a empresa e no final do dia recebeu uma ligação, havia sido demitido.
Sem seu emprego não poderia manter sua vida e teria de sair do seu apartamento no centro, isso não demorou muito a acontecer, duas semanas depois foi despejado e foi morar com Helena, vendeu seus moveis e ficou apenas com as caixas do porão, por algum motivo ele não conseguiu se desfazer delas.
Meses se passaram e Robert ainda não tinha um novo emprego e Helena então tomou uma atitude, pediu um tempo e pediu para que ele passasse uns tempos em algum outro lugar, juntando o resto do dinheiro que sobrara dos moveis vendidos Robert pegou suas caixas e mudou se para um quarto barato de hotel. Depois de alguns dias o dinheiro dos moveis também terminou, ainda sem emprego Robert não teve outra escolha a não ser vender as coisas que guardava nas caixas, passou aquela noite toda chorando e revirando as caixas inutilmente, só haviam coisas de criança, nada valioso, até que encontrou um pedaço de seda envolvendo algo que lembrava um medalhão, desembrulhou rapidamente e viu que era aquele objeto dado por seu avô...
Ocorreu um erro neste gadget