segunda-feira, 28 de setembro de 2009

;)


Oi gurizada do blog! Sou colaboradora do Zeichnner. Geralmente posto por aqui, mas meus textos não são muito visualizados e pouquíssimo comentados, mas não tem stress. Vou dizer por que. Durante as épocas de stress, temos normalmente tendência para nos virarmos para as comidas mais "apetitosas", como pizzas, gelados, entre outros (consoante os gostos). Ironicamente, estas comidas de alto teor em gordura são frequentemente as piores escolhas, porque nos podem fazer sentir letárgicos e com menos capacidade de lidar com este encômodo.

Alimentos que agravam o stress: Carne, queijo, fritos, cafeína, açúcar...
Alimentos que reduzem o stress: Arroz integral, batatas assadas, frutas, sumo de laranja, mel...
Pra tudo há uma substituição. Esse foi meu exemplo.
Dizemos que amamos os animais certo?! Por que colocá-los no prato então?
Animais não são apenas gatos e cães. Lambaris e Porcos também são.
Os peixes quando são perseguidos, capturados, ou ameaçados de todas as maneiras, reagem como os humanos face ao stress pelo aumento da sua freqüência cardíaca, do seu ritmo respiratório e por uma descarga hormonal de adrenalina. Por exemplo.
Os porcos são mortos nos matadouros por sangria, através do corte da jugular, depois de terem sido eletrocutados para ficarem atordoados. Muitos porcos ainda estão vivos quando são atirados para dentro de água a escaldar, que serve para lhes retirar os pêlos do corpo e para lhês amaciar a pele. Quando são mortos, os porcos machos ainda são pouco mais velhos do que bebês, tem apenas cerca de seis meses de idade.
Milhares de pintinhos defeituosos são triturados vivos na indústria alimentícia.
É tudo uma questão de reeducação. Concientização. E pra falar em concientização... Muitos de vocês devem estar vendo e talvez praticando atos e campanhas a favor do meio ambiente. Mas na escola não ensinam, pois muito menos sabem, que a pecuária é a principal responsável pela destruição na Amazônia. O setor pecuário vem impulsionando a destruição da Amazônia, através do boi ilegal. Trata-se de um animal criado e alimentado em locais que originalmente, pertecem a floresta amazônica. Muitas árvores são derrubadas para que o local, possa servir de pasto. Estima-se que a indústria pecuária da Amazônia seja responsável por um, em cada oito hectares de florestas destruidas no mundo. O próprio governo brasileiro sabe que a pecuária é responsável por 80% do total desmatado na floresta amazônica, na parte brasileira.
Por que socamos em nossas conciências o lema "Salvar o planeta!" se podemos agir "Preservando o planeta."?!

As mudanças começam por aí. Crescemos com nossos pais apreciando a carne macia e branca, que nada mais é do que um bezerro mantido desnutrido. E que jamáis iríamos ingerir sem, pelo menos, sal e cozimento. Como pode-se ingerir uma cenoura, um pepino, tomate, banana etc.
O vegetarianismo é, sem dúvidas, uma escolha de alimentação muito saudável. Mas para isso precisa ser controlada. Pois como o corpo está acostumado a derivados, após sua suspensão pode se começar a comer muito carboidrato( e sei bem ) como pães brancos, massas, frituras e principalmente, açúcar. Já que muitos tipos de doces muito gostosos não envolvem derivados de animais. Essa ingestão pode causar a sensação de fartura e acabar não dando espaço ao resto dos nutrientes essenciais durante o dia. Lembrando que massas e pães também são importantes pois fazem parte da pirâmide alimentar.
Mais uma coisa que nós, vegetarianos, devemos nos atentar é sobre a ingestão da vitamina B12 que está concentrada nos produtos de origem animal. Essa vitamina faz parte na formação do DNA e necessária para uma boa manutenção do sistema nervoso. Podemos encontra-la em levedo de cerveja, um tipo de fermento resultante da fermentação da cevada durante a produção de cerveja. Este é uma das maiores fontes naturais de vitaminas do complexo B e de proteínas. Pode-se encontrar no mercado e o necessário é uma colher de chá por dia. Fora isso há a opção de tomar ingeção de vitamina B12 que é produzido sinteticamente. Isso vai de acordo com a orientação nutricional e depende da carência desta vitamina.
A proteína de soja. Pode sim substituir a carne. Mas possui isoflvona, um fitoestrógeno. Por isso é aconselhável a orientação ginecológica.
E então as pessoas pensam que irão gastar muito por nada. Mas o fato é que o cérebro sempre funciona melhor com uma alimentação regrada. E assim não terá tantos descontroles emocionais. Por exemplo, depois de comer os montes de chocolate após ser demitido no trabalho por stress. ^^

Pra quem optar por essa ideia, os aimais agradecem. E muito. É uma mudança difícil, muitas vezes para alguns organismos, impossível, mas que terá seus bons resultados.
Os exemplos de crueldade contra os animais estão por todos os lados. É só abrir uma aba de realidade ao invés de orkut e ver que sim, pode-se mudar essa situação.
E se alguém disser "Que diferença vai fazer, só tu, parar de comer carne?", responda: "Ao se tornar vegetariano, uma pessoa, em um ano, poupa a vida de 94 animais. E em setenta anos, a vida de 6.500."

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Minha mesa em setembro

Esses livros

Quero seus cabelos sobre eles

Os pratos

Quero sua espinha sobre eles

Minhas poesias

Quero suas cochas sobre elas

Seus recados de bom dia

Queria que você estivesse aqui

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Alienada entre números e fórmulas, abduzida por potências e inequações. Seria melhor se no colégio, ensinassem o que temos dom. Paixão. Mas é o Brasil... Ou o século 21. Nossas mentes não serão questionadas. Nossas mentes serão recheadas. O problema é quando já temos pensamentos de mais em mente, e eles apenas precisam ser reforçados.
Tenho certeza de que não terei que calcular o valor de x quando tiver de dizer a meus pacientes que a culpa é de seus pais.
Ocorreu um erro neste gadget